terça-feira, 14 de Outubro de 2014

Revestimento do corpo dos animais

 Tipos de revestimento

Vertebrados:

Pele com pelos - mamíferos


Os pelos têm várias funções de proteção:
Protegem do frio, conservando a temperatura do corpo;
Protegem dos choques;
São usados na camuflagem, escondendo o animal no meio ambiente;
Nalguns casos são usados na defesa - o ouriço cacheiro tem alguns pelos transformados em espinhos para se defender dos predadores.


Pele com penas - aves


Funções das penas:
Facilitam o voo e a natação pois são impermeáveis ao ar e à água;

Protegem do frio, conservando a temperatura do corpo;
Podem ser discretas -  quando são usadas na camuflagem, escondendo o animal no meio ambiente;

Podem ser muito coloridas - quando são utilizadas pelos machos para atrair a fêmeas.
O Pato Real usa essas duas estratégias: as fêmeas e as crias têm cores que as confundem com o ambiente - defesa contra os predadores; o macho tem as penas coloridas.

Pele com escamas dérmicas - peixes



Nos peixes, as escamas têm origem na derme, ou seja, na camada profunda da pele e são formadas por tecido ósseo.

O número de fiadas de escamas, assim como o seu tipo são importantes na classificação científica dos peixes. Por outro lado, as escamas crescem à periferia, podendo deixar anéis de crescimento que permitem estimar a idade do peixe.



Pele com escamas epidérmicas - répteis
  


As escamas da maior parte dos répteis formam-se na epiderme (a camada superficial da pele) e são formadas por queratina. No entanto, também existem escamas ou placas ósseas em alguns répteis, como os crocodilos.As escamas têm função não só de protecção, mas também facilitam a locomoção.

A queratina é uma substância rígida e não acompanha o crescimento do animal. Aqui está uma cobra a libertar a sua pele velha. Por baixo já se formou uma nova.


Pele nua - anfíbios

A pele nua é fina, húmida e viscosa. Permite as trocas gasosas.


Será que consegues encontrar a rã que está nesta fotografia?

Invertebrados:

Quitina - insetos

A quitina é um revestimento resistente e impermeável que protege estes animais dos choques e da desidratação.




Conchas - peças constituídas por cálcio que protegem o corpo dos moluscos. Podem ter uma única peça - concha univalve, ou duas peças - concha bivalve. Têm como função proteger os animais dos predadores e evitar a desidratação.

Concha univalve - caracol, lapa, búzio



Concha bivalve - mexilhão, ameijoas, vieira




Carapaça de quitina com calcário - caranguejo

Protege o corpo dos choques e da desidratação e permite ao animal locomover-se.



Cutícula - minhoca

  A cutícula é uma cobertura flexivel que precisa manter-se sempre húmida.



(mensagem original publicada em 14/10/2012)

quinta-feira, 11 de Setembro de 2014

Os Animais - Revestimento do Corpo e Locomoção

Esta semana temos observado animais de várias espécies para conhecermos as formas de revestimento do seu corpo, a forma como se movem e como estão adaptados ao seu habitat. Vimos muitas fotografias e vídeos ...


video
Uma lesma na margem do rio Homem - Gerês


 Pele com pêlos... Tão fofo!
Quitina.  Nada fofo... 
 As cores...
 ...das libélulas
A pele nua da rã. Descobre-a, se fores capaz.



... observámos animais vivos nas aulas,

...preenchemos uma ficha de observação...

Não fujas caracol...

...e muitas coisas mais...


Porque as conversas das ciências também são como as cerejas, viajámos até ao mundo da compostagem:

(mensagem original publicada em 11-10-2010)

quarta-feira, 16 de Abril de 2014

Fazer pão - sem as leveduras não seria possível

A propósito dos seres unicelulares que estamos a estudar, podemos ver a forma como as leveduras participam no fabrico do pão.

Só é pena que não possam sentir o seu aroma ao sair do forno ;)


video
Fermento - leveduras que vão fermentar a massa


video
Misturar o fermento, a água e a farinha

video
Amassar!

video
Magia! A massa cresceu!

video
Dividir a massa e moldar os pães.

video
Colocar a massa no forno.

video
Cá estão eles!

E pronto! Na 3ª feira veremos as leveduras ao microscópio. Guardei um pouquinho de fermento a pensar na nossa aula.  Beijinhos.


(Publicado pela 1ª vez em 16/04/2012)

quinta-feira, 26 de Setembro de 2013

Como elaborar um relatório

Para elaborares um relatório de uma atividade experimental, deves incluir os seguintes elementos:
 
  •  Nome da Escola
  • Título do documento - Relatório de Atividade Experimental
  • Nome da disciplina - Ciências da Natureza
  • Identificação do aluno - nome, número, ano e turma

  • Número do relatório
  • Data em que foi realizada e experiência
  • Título/tema da experiência (ver no protocolo)
  • Material utilizado (ver no protocolo)
  • Procedimento (ver no protocolo e adaptar os tempos verbais)
  • Observação (o que viste acontecer)
  • Conclusão (as razões porque aconteceu)

domingo, 26 de Maio de 2013

Compostor feito pelo Gonçalo Farinha do 5ºB



Durante as aulas estudámos a compostagem. Construímos compostores e colocámos um no pátio da escola.

O Gonçalo do 5ºB, entusiasmou-se e fabricou um, usando paletes.

Aqui ficam as fotos para que todos possam ver.